You are currently browsing the monthly archive for maio 2007.


Nicotina

Inspirando solidão ela veio até mim

Tocou meus lábios com sua carência


Abaixei minha cabeça para que pudesse aceitá-la

Ela se desfez em meu jogo, como uma canção no éter


Não percebi sua intenção até que disparasse o estopim

Comutando na respiração ela corria com displicência


Fazendo discursos sóbrios enquanto a loucura queimava

Toda minha jovialidade condensada em um cateter

Enquanto expiro nicotina, sete palmos em uma vala

**************************************************

diaba-liturgiaLiturgia

Em nome da corrupção, da cobiça e do adultério.

Saúdo o homem! Em sua megalomania, criador de Deus.

Alcovitando libertinagem na mais casta de suas orações

Afinal todos se preocupam com a remissão dos pecados seus

Mas como se saciam de devaneios, hipóteses ou invenções.

Empeçonham o pão, o vinho e até os ossos.

aguarde nova enquete

sobre mim:

Nietzche em seu ensaio:“Moral Como Antinatureza” escreveu : A realidade nos mostra uma encantadora riqueza de tipos, uma abundante profusão de jogos e mudanças de forma.” ************************************ você pode acessar meus textos também através dos sites: Recanto das Letras Fabio R Poesia e Companhia

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 48 outros seguidores

Acesso rápido

mais acessados

  • Nenhum
ATENÇÃO: Todas as poesias de minha autoria neste blog,são periodicamente compiladose registrados conforme as normas: da Lei N° 9.610,DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998 e da biblioteca nacional(EDR) Que regulamentam os DireitosAutorais no Brasil Qualquer reprodução integral ou parcial do conteúdo aqui expresso necessita autorização prévia do autor Fabio R.Vieira Obrigado......
maio 2007
S T Q Q S S D
« abr   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

RSS Notícias em tempo real

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.