Mamãe Mandou- Black Label Society- Catacombs of Black Vatican(2014)

Cumprindo mais uma ordem da minha mãe, Tenente de primeira classe na Legião do Mettal, a equipe da Bingo Produções formada por $inister Kid, Bingo Cachorrão e as baratas albinas Boyle e Molly, ex-roadies do Alice Cooper e idealizadoras da banda Papa Roach, eis aí mais uma matéria da série:

Mamãe Mandou”, trazendo um pouco da história de Zakk Wylde e comentários sobre o disco “Catacombs of Black Vatican”(2014).           Ouvir Disco Completo

Jeffrey Phillip Wiedlandt  , nascido em Nova Jersey iniciou sua carreira como guitarrista na banda de Ozzy Osbourne, no final dos anos 80, em substituição a Jake Lee. Zakky se candidatou a essa vaga porque ele sempre foi fã de Rhandy Roads( ex guitarrista do Quiet Riot), que trabalhou com Ozzy em discos como “Blizzard Of Oz” e “Diary Of Madman”.

Its Not So Funny Quiet Riot

 

Crazy Train Ozzy Osbourne

Bark At The Moon – Ozzy Osbourn

 

Sua primeira grande plateia foi em um show em Londres, e era composta por uns caras de boa índole e pacíficos que viviam na prisão de Wormwood Scrubs. A banda de Ozzy foi convidada para fazer um show neste local porque a prisão tinha uma banda formada por guardas e presos a Scrubs, sobre  o pessoal dos Scrubs sabe-se que eram:  no baixo um vietnamita que matou 37 pessoas por botar fogo em uma boate, sendo responsável por um dos maiores assassinatos em massa da história da grã bretanha , o guitarrista um sujeito que matou um traficante com uma barra de ferro e dois guardas um no vocal e um na bateria, o motivo do show era que os  Scrubs tinham feito uma música para arrecadar fundos para instituições de caridade e chamaram o “madman” pra promover a ideia.

 

Zakk permaneceu na banda de Ozzy por 4 anos seguidos, de 1998 até 1991, quando deixo a banda para se dedicar aos projetos solos, logo após a turnê de “No Moore Tears”. No entanto Z.Wylde voltou a trabalhar como guitarrista convidado, e como suporte na procução dos discos: “Ozzymosis”(1995) e “Dow To The Earth” (2001), mais uma vez  ao lado de Robert Trujillo (Suicidal Tendencies , Metallica) no baixo e Mike Bordin (Faith No More) na bateria, e “Black Rain”(2007). No mesmo ano em que trabalhou em “Down To The Earth”, 2001, Wylde iniciou uma carreira de ator canastrão mais ou menos como a de Fabio Júnior, o Eterno “Jorge Tadeu” da novela Pedra por Pedra, Zakk foi convidado para atuar no filme “Rockstar” que conta uma passagem da história do Judas Priest, quando o vocalista de uma banda tributo Tim Owens assumiu temporariamente o posto deixado por Rob Halford. Neste filme Zakk Wylde interpretou obviamente o guitarrista, da banda fictícia Steel Dragon, chamado “Ghode”.

 

Facing Hell – Ozzy Osbourne

Black Rain Ozzy Osbourne

Steel Dragon

A estréia de Zakk em “carreira solo” aconteceu em 1994, na banda Pride and Glory, as músicas do disco homônimo, trazem muito do que viria a ser o projeto mais bem sucedido do músico o Black Label  Society, que iniciou as atividades em 1998 com o nome de “Hells KItchen”, tanto que músicas como “Losing Your Mind”, “ A Horse Called War” e “Machine Gun Man” entraram em discos oficiais do Black Label depois. Em 2006, as músicas do Pride and Glory entraram também em um disco tributo feito ao Black Label Society chamado “The Bluegrass Tribute to Black Label Society” apresentando a banda Iron Horse.

Losing Your Mind(Pride and Glory)

Black Label Society

Suicide Messiah

Fire It Up

Bleed For Me(Eternal 1919)

Concrete Jungle(2006)

 

A discografia oficial do Black Label Society é composta por doze discos, sendo que os dois últimos são o acústico “Unblackned”(2013) e “Catacombs of Black Vatican”(2014);

Aint No Sunshine

O álbum “Catacombs of Black Vatican”, lançado em 8 de abril de 2014, é um disco que inicia uma nova formação da banda: na bateria Chad Szeliga no lugar de Craig Nunenmacher  e a saída do guitarrista, e parceiro de longa data de Zakky , Nick Catanese. Como terceiro disco da banda que mais vendou copias em sua semana de estreia 26 mil cópias nos Estados Unidos, contra 45 mil cópias vendidas de “Mafia”(2005).

 

A mudança na formação do Black Label Society não interferiu muito negativamente na qualidade do disco, como é comum em algumas situações onde acontecem mudanças nos integrantes, o disco “Catacombs of Black Vatican” tem momentos de explosão tharsh metal em “Dam The Flood”, canções que tranquilamente estariam em um CD do Black Sabbath ou do Ozzy do início da carreira como “Heart Of Darkness”, “Empyt Promises” e “Dark Side Of The Sun”.

Os tradicionais momentos “relax” ou as baladinhas que estão mais pesadas neste disco pois parece que Zakk Wylde usa o tradicional lado o esquema violão e harmônicas em “Scars” e bem discretamente em “Nomad”, “Angel of Mercy” já é uma baladinha com um solo de guitarra abusando das harmônicas e com elegantes violinos. “Shades Of Gray” é uma canção que lembra aquelas músicas românticas dos tempos das Jukebox. Já as outras faixas “Fields Of Unforgiveness”, “My Dying Time”(primeiro single deste disco), “Belive” “Beyond The Down”, “I’ ve Gone Away” são as faixas que trazem muito do que é tradicional no Black Label Society, um vocal melancólico (que sempre me lembrou o estilo de cantar do Layne Stanley) e uma guitarra bem pesada. “Belive” e “I ‘ve Gone Away” me remetem muito as canções como “Demise Of Sanity”, do disco 1919 Eterrnal (2002) e “Stillborn” single do quarto álbum da banda “Blessed Hellride” (2003).

 

Stillborn

Concluindo esta resenha com a teoria mais brilhante existente entre o sistema astronômico de Alpha Centauro, Cybertron e Terminus, o disco “Catacombs of Black Vatican” não traz nada que saia muito do padrão das músicas dos álbuns anteriores do Black Label society, sendo um disco até um pouco mais fraco em relação ao anterior “Order Of The Black”(2010) , no entanto Catacombs  mostra que o “Jesus Junkie” Zakk Wylde ainda muito talento e inspiração para fazer dos discos do Black Label Society  obras consistentes de Heavy Metal.

Order Of Black(2010)

Good Speed

Southern Dissolution

Catacombs Of Black Vatican

Dam The Flood

Beyond the Down

Empty Promises

Angel Of  Mercy

]]> http://gonzagatron.com.br/mamae-mandou-catacombs-of-black-vatican2014/feed/ 0 http://gonzagatron.com.br/boas-do-kid-um-cantinho-um-caminhao/ http://gonzagatron.com.br/boas-do-kid-um-cantinho-um-caminhao/#comments

Anúncios

Autor: Fabio R.

Para começar eu nunca tive as letras como profissão comecei a escrever por dois motivos: ---para passar o tempo ---para espantar a insônia Hoje escrevo pra responder a simples pergunta: serei eu um ser inteligente ou apenas mais um animal na face da Terra? Eu comecei com umas HQS ao 6 anos( em 1988),logo que aprendi a ler um pouco melhor, incialmente impulsionado pela leitura do Gibi do Cascão. Logo as estórias do menino que nao toma banho ficaram sem muitos atrativos e comecei a fzr minhas estórias. No começo era apenas comédia infantil, mais depois de 3 sequencias de "SEXTA FEIRA 13" comecei a me interessar pelo genero do terror. Bem a fase de HQS durou até os 12 anos e seu auge foi entre 1990 e 1992 quando tinha mais 7 amigos produzindo e compartilhando suas HQS comigo.Confesso que nao desenhavamos muito bem. Depois um periodo negro me encontrou,estou falando da adolescência de HEAD BANGUER, passava o dia todo escutado SABBATH e MAIDEN. Então impulsionado por toda a euforia daquele som,e pela vontade de pegar garotas, montei uma banda com os amigos.Não conseguiamos tocar covers nem dos RAMONES entao faziamos nossas composições, era bem simples tinhamos dois guitarristas, um que começava a aprender a escala pentatônica com seu professor particular, e um que tocava hinos religiosos, por incompentência mesmo após alguns meses de conservatório eu fui delegado ao posto de vocalista,tbm tinhamos um baixista que nunca aparecia nos ensaios. O que isso tem a ver com a escrita vcs me perguntam?Era eu que compunha a maioria das letras pops e desnexadas, três shows em colégios e 3 brigas por namoradas depois a banda entrou em um hiato indefenido, conseguimos 8 composições, a maior delas "Herdeiro do céu e da solidão" que teria sido um clássico do METTAL se as fitas de rolo magnético da decáda de 50 que herdei com um gravador de meu avô tivessem resistido a fúria de um vira latas. Bem o interesse por poesia começou no colegial, quando descobri que algumas menininhas ficavam impressionadas ao escutar um soneto de Camões ou de Augusto do Anjos. E usei umas duas composições minhas para arranjar namorada. Finalmente chegamos até o dia de hoje onde ainda não consegui escrever uma poesia decente,sempre erro a métrica, e não sei onde diabos a aliteração se encaixa em um texto. Bem, meu objetivo principal é superar a façanha de meu avô Juliano que consegui em 60/70 publicar algumas poesias em um livro de contos regionais no interior de SP. Espero que vcs se divirtam e reflitam como é imprestável um ser humano neste planeta ao lerem minhas tentativas de poetar. Fora da comunidade vcs podem também acessar o site: www.epicosubmundo.blogspot.com Fabio R.Vieira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s