Agridoce

images2

 

 

 

 

 

 

 

 

Um drink na madrugada
ela sussurra estou interessada
em fingir que o tempo,
não é medido á curto prazo.

O seu corpo quer o toque
Como todo território inexplorado
Deseja a descoberta
E os dias de rotina anseiam
por notícias amenas.

Deitada na cama ela disse –
talvez um pouco agridoce
Fitar um ao outro por alguns minutos
E depois uma palavra obscena ou outra

Para fazer o que se deve a si
e não a quem te deve assim quisera Orwell
ter cometido crimedeias mas,
quisera ele ter resistido um pouco mais
quisera ele ter insistido um pouco mais

Deixar a porta fechada no quarto 101
mas demorou demais para nos dois termos percebido
que ela se foi sem ter se despedido
era uma noite qualquer de 1984

E nunca mais vimos aquela coragem
em não ajustar-se ao mundo.

Anúncios

Haikai

Na lenda coreana
escorrem  as lágrimas-
sobre azaleias

 

Este haikai é inspirado no poema coreano “Azaleias”(1925) escrito por Kim So-wol.

O poema tem como base a lenda em que um camponês tem sua amada transformada em azaleia, flor tipica da Coréia do Norte. Azaleia significa:”flor que nasce na terra seca”

 

Azaleas

When you turn away from seeing me
and go,
gently, without a word, I shall send you away.

From Mount Yak in Yongbyon,
azaleas
I shall gather an armful and scatter them on your way.

Step after step away
on those flowers placed
before you, press deep, step lightly, and go

When you turn away from seeing me
and go,
thought I die, no, not a single tear shall fall.

 

Continue Lendo “Haikai”